terça-feira, novembro 24, 2020
Home Destaque Novembro Azul...

Novembro Azul: a pandemia não pode ser desculpa para não se cuidar

Na contramão do preconceito, Santa Genoveva Complexo Hospitalar conscientiza sobre um tipo de câncer que é cercado de tabus por parte dos homens. Quase 66 mil novos casos de câncer de próstata estão previstos até o final de 2020.

Novembro passou a ser conhecido por ser o mês de prevenção ao câncer de próstata, que é o tipo que mais afeta os homens do nosso país, depois do câncer de pele (não-melanoma). A campanha Novembro Azul tem o objetivo de prevenir e disseminar informações para a detecção precoce do câncer de próstata, aumentando as possibilidades de cura.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), até o final de 2020 estão previstos 65.840 novos casos de câncer de próstata.

Contudo, apesar de os números serem crescentes e alarmantes, desde o início da pandemia, mais de 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer, com uma queda de aproximadamente 70% no volume de exames para diagnosticar a doença de maneira geral. “O medo de ser contaminado pelo novo Coronavírus está fazendo com que muitas pessoas adiem consultas e exames primordiais para o diagnóstico do câncer. A consequência mais cruel dessa queda no número de diagnósticos será o aumento dos casos em fases mais avançadas da doença, impactando na mortalidade”, é o que acredita o Oncologista Clínico do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Rodolfo Gadia.

Estudo

Além da pandemia, o câncer de próstata enfrenta outro desafio: o tabu. Um estudo realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), com homens acima dos 45 anos, descobriu que 49% nunca realizaram o exame de toque prostático. Desse total, 26% disseram que não o fizeram porque o médico nunca pediu, 24% não gostam ou acham pouco “másculo”, 22% não têm sintomas ou idade para realizar, 15% consideram o exame de sangue suficiente e 13% não acreditam que o exame seja necessário.

Segundo Rodolfo Gadia, a maioria dos cânceres de próstata apresentam causa desconhecida e a meta é quebrar a barreira do preconceito, o que impede que muitos homens se dediquem à prevenção e consigam diagnosticar a doença precocemente. “O desenvolvimento do câncer de próstata pode estar ligado às mutações genéticas herdadas ou adquiridas, além do aumento das taxas de determinados hormônios como a testosterona. Ela promove o crescimento celular da próstata e pode contribuir para o risco de câncer de próstata em homens com maior sensibilidade genética e predisposição para a formação de células defeituosas”, afirma.

O médico salienta que o desenvolvimento de novos medicamentos é contínuo dentro da oncologia. E, para casos de câncer de próstata, quando descobertos precocemente e em estágios iniciais, apresentam boas chances de cura, podendo chegar a 90%.

Fatores de risco para a Covid-19

Em relação à Covid-19, o oncologista explica que os riscos dependem de alguns fatores. “Pessoas 60 anos, portadores de doenças crônicas como diabetes, doenças respiratórias crônicas e cardiovasculares têm maior risco de terem complicações graves se forem contaminadas pelo Coronavírus. Os pacientes com câncer que possuem maior risco são aqueles que estão realizando quimioterapia, radioterapia, cirurgia de grande porte há menos de um mês do contágio ou que estejam fazendo uso de medicação imunossupressora ou realizado transplante de medula óssea”, disse.

“É sempre importante ressaltar que, após receber um diagnóstico de câncer, a rotina muda radicalmente. Surgem as consultas médicas, cirurgias e tratamentos. A boa notícia é que haverá o dia de voltar de onde você parou, ou seja, voltar para onde você estava antes de descobrir e retomar o controle de sua vida. O mais importante e aproveitar essa experiência, renovar as atitudes e alterar o seu ritmo para melhor”, finaliza o oncologista Rodolfo Gadia.

Sintomas

O câncer de próstata é uma doença traiçoeira e não apresenta nenhum tipo de sintoma na fase inicial, ou seja, a maioria cresce lentamente. Quando aparecem sinais, significa que a doença está em um estágio mais avançado. E, normalmente, pode acontecer do paciente ter primeiro o sintoma da metástase do que do próprio câncer. Os principais sintomas são dificuldade ou dor para urinar, dor óssea, emagrecimento, redução do apetite, entre outras.

Como prevenir

A melhor maneira de evitar a doença é manter hábitos saudáveis. Uma alimentação balanceada com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, aliada à uma ingestão menor de gordura, ajudam a diminuir o risco de câncer. Da mesma forma, fazer uma atividade física ao menos 30 minutos por dia, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar, são algumas das recomendações que ajudam a prevenir contra essa e outras doenças.

Encontro ao vivo

Acontece na quarta-feira (11), às 19h, no Instagram do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, uma live com o oncologista Dr. Rodolfo Gadia e com o urologista Dr. Danielo Freitas. Eles falarão sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata, principais exames para diagnosticar e quais os tipos de tratamento.

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com.br/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Museu do Caraça é reabert...

Visitante pode fazer uma ...

Adoção de animais deve co...

Dados da pesquisa Radar P...

Febracis fará treinamento...

O maior treinamento de in...

Grupo EMCANTAR apresenta ...

Dia 28 de novembro, sábad...

Comentários Recentes